sexta-feira, 2 de fevereiro de 2018

RC #40: CARNAVAL - RETIRO OU EVANGELISMO?

Ap. Jota Moura
“Fiz-me tudo para todos, para por todos os meios chegar a salvar alguns.” (1Co 9.22)
Estamos nos aproximando do carnaval, momento em que algumas igrejas tradicionalmente usam para realizar seus retiros espirituais.  O retiro é uma forma de aproveitar o feriado para promover comunhão e edificação. Outras igrejas tem usado a data para impacto evangelístico, entendendo que esse é um momento que devemos focar nossas energias e aplicar nossos esforços para resgatar os perdidos.
Para alguns, a opção por um retiro é uma postura cômoda, omissa e covarde, pois durante o carnaval a igreja deveria estar presente para cumprir sua missão de pregar o evangelho. Para outros, as impacto evangelístico no meio da folia de carnaval seria uma forma de “ceder à carne”, expondo crentes a riscos desnecessários. Afinal, qual é a postura correta? O que a igreja deveria fazer durante o carnaval?
Cada igreja é composta por pessoas com desafios, limitações e necessidades específicas. E além disso, as necessidades das pessoas também variam no decurso do tempo. Nossa missão como Igreja é fazer discípulos que começa sempre com a pregação do Evangelho de Jesus Cristo. Essa obra prossegue no batismo para incluir pessoas na família de Deus. Então segue-se  o processo onde o novo discípulo é ensinado a guardar o que Jesus ensinou, e também é enviado a fazer outros discípulos (Mateus 28:18-20). Portanto, a evangelização é o primeiro e indispensável passo para iniciarmos nossa missão. Sem a evangelização nada vai adiante. Há momentos em que estamos evangelizando, e outros em que estamos fortalecendo nossos irmãos (Lucas 22:32) e apascentando as ovelhas do Senhor (João 21:15-17). Paulo fala que trabalhava para apresentar todo homem perfeito em Cristo (Colossenses 1:27,28).
Estratégia é um caminho percorrido para alcançar o alvo, mas não é o alvo em si. Impacto evangelístico é uma estratégia para pregação do Evangelho. Aliás, a pregação do evangelho tem que ser um estilo de vida para o cristão. Quando mobilizamos a igreja para evangelizar durante o carnaval, acreditamos que esse é um bom caminho para alcançar o alvo. De nada adiantará colocar a igreja na rua se o Evangelho não for anunciado. O retiro é um caminho para fortalecer a igreja, edificar e ensinar. Afinal, de nada adiantará se retirar durante o Carnaval, mas não falar da Palavra.
E,  tanto a evangelização quanto a edificação são passos na obra de fazer discípulos. O que não se pode fazer é sempre valorizar um passo e esquecer-se do outro. A escolha pelo retiro espiritual ou pelo impacto evangelístico no carnaval, deve ser feita levando em conta a oportunidade de testemunhar e as necessidades espirituais da igreja. Se os membros da Igreja optam pelo impacto evangelístico no carnaval devem antes, passar por um check-up de convicção dos valores do evangelho e maturidade cristã para não sucumbir diante da “festa da carne”.

Se a Igreja quer inovar com um evangelismo criativo, mobilizando seus membros para um impacto no carnaval, deve promover previamente uma preparação espiritual seletiva e prosseguir na missão ao longo do ano. Jamais deverá entrar numa batalha espiritual para perder seus membros, porém, para ganhar novas vidas para o Reino de Deus. Que ouçamos sempre a liderança da Igreja e estejamos sensíveis ao Espírito Santo tendo nossos corações comprometidos com a missão inacabada do Corpo de Cristo. Até que Ele venha!

ANDE NO CAMINHO DO REINO

Ap. Jota Moura  “E este evangelho do reino será prega­do no mundo inteiro, em testemunho a todas as nações, e então virá o fim.”...