quarta-feira, 28 de novembro de 2018

VIVA SOB A NOVA ALIANÇA


Ap. Jota Moura

A intimidade do Senhor é para os que o temem, aos quais ele fará conhecer a sua aliança. (Salmos 25.14)

A Bíblia revela, que o nosso Deus é um Deus que faz alian­ças e as guarda. Ele deseja um povo que esteja vinculado com Ele em aliança. (Sl 111.5-9) Existem dois tipos de alianças: 1) Alianças incondicionais ou de declaração - “Eu estabeleço” (Gn. 9.11); 2) Alianças condicionais ou recíprocas - “Se guar­dardes” (Êx. 19.5). A Bíblia toda pode ser es­tudada na perspectiva do desenvolvimento de oito alianças divinas com o Seu povo - Israel e a Igreja.

1. SIGNIFICADO DA PALAVRA ALIANÇA
1) A palavra aliança significa - simplesmen­te um acordo ou contrato mútuo entre pessoas ou envolvendo duas ou mais partes. “Este é o pacto que farei com eles depois daqueles dias, diz o Senhor: Porei as minhas leis em seus co­rações, e as escreverei em seu entendimento; e não me lembrarei mais de seus pecados e de suas iniquidades”. (Hb. 10.16,17).
2) As palavras aliança, pacto e testamento são sinônimos - “Pois isto é o meu sangue, o sangue do pacto, o qual é derramado por mui­tos para remissão dos pecados”. (Mt. 26.28); “E a Jesus, o mediador de um novo pacto, e ao sangue da aspersão, que fala melhor do que o de Abel.” (Hb. 12:24).

2. ALIANÇAS DE DEUS NA BÍBLlA
1) Aliança Edênica - Leia Gn. 1.28. - Ela co­bre todo o período da inocência original, quan­do ainda não havia pecado na raça humana. A aliança edênica é condicional e revela o plano original do Criador para a humanidade, tendo como sinal a autoridade e o domínio.
2) Aliança Adâmica - Leia Gn. 3.15. - Ela mar­ca o início do pecado na experiência humana. A aliança adâmica é incondicional baseando-se no sacrifício tipológico do Cordeiro de Deus, tendo como sinal a pele do cordeiro que cobre a nudez.
3) Aliança Noética - Leia Gn. 9.1213 - Ela re­vela o juízo de Deus com o dilúvio, trazendo consigo a promessa de nunca mais haver dilú­vio na terra. A aliança noética é incondicional, tendo o arco-íris como sinal nos céus.
4) Aliança Abraâmica - Leia Gn. 12:13 - Ela apresenta o plano divino de gerar a partir de Abraão uma “raça eleita” através da qual viria o Messias Salvador da humanidade. A aliança abraâmica é incondicional, tendo como sinal a circuncisão.
5) Aliança Mosaica (ou Antiga) - Leia Dt. 4.13,14 - Ela marca a organização do povo de Israel como nação governada por Yavé. A aliança mosaica é condicional à obediência aos mandamentos do Senhor, que inclui como sinal a instituição dos sacrifícios de animais e a guar­da do sábado.
6) Aliança Palestínica - Leia Dt. 30.15. - Ela é uma profecia que garante o direito de proprie­dade e posse da Palestina como herança do povo de Israel. A aliança palestínica é incondi­cional prevendo que ainda que haja apostasia e dispersão, haverá também arrependimento e retorno à terra da promessa.
7) Aliança Davídica - Leia 2 Sm. 7.12,13. - Ela estabelece a promessa de um reino messiânico eterno da descendência de Davi. A aliança da­vídica é incondicional, tendo como sinal o sol e a lua em sua luminosidade perene.
8) Nova Aliança - Leia Jr. 31.31-33. - Ela se cumpriu com a vinda de nosso Senhor Jesus Cristo e inclui tantos judeus como gentios. A nova aliança é incondicional, sendo o sangue de Jesus Cristo a base para a formação da ver­dadeira Igreja, que tem como sinal o batismo nas águas e no Espírito.

3. ELEMENTOS DE UMA ALIANÇA
1) O sangue da aliança - “Quanto mais o san­gue de Cristo, que pelo Espírito eterno se ofe­receu a si mesmo imaculado a Deus, purificará das obras mortas a vossa consciência, para servirdes ao Deus vivo? E por isso é mediador de um novo pacto, para que, intervindo a mor­te para remissão das transgressões cometidas debaixo do primeiro pacto, os chamados rece­bam a promessa da herança eterna”. (Hb. 9: 14,15).
2) O selo da aliança - “No qual também vós, tendo ouvido a palavra da verdade, o evange­lho da vossa salvação, e tendo nele também crido, fostes selados com o Espírito Santo da promessa”. (Ef. 1.13).
3) As promessas da aliança - “Ora, este é o pacto que farei com a casa de Israel, depois daqueles dias, diz o Senhor; porei as minhas leis no seu entendimento, e em seu coração as escreverei; eu serei o seu Deus, e eles serão o meu... Dizendo: Novo pacto, ele tornou anti­quado o primeiro. E o que se torna antiquado e envelhece, perto está de desaparecer”. (Hb 8.10-13).

4. SUPERIORIDADE DA NOVA ALIANÇA
1) Todas as alianças do Antigo Testamento se cumprem na Nova Aliança - “Para que a bênção de Abraão chegasse aos gentios, em Jesus Cristo, a fim de que recebêssemos pela fé o Espírito prometido. Irmãos, falo como ho­mem. Ainda que uma aliança seja meramente humana, uma vez ratificada, ninguém a revoga, ou lhe acrescenta alguma coisa. Ora, as pro­messas foram feitas a Abraão e ao seu des­cendente. Não diz: E aos descendentes, como se falando de muitos, porém de um só: E ao teu descendente, que é Cristo. Qual, pois, a ra­zão de ser da lei? Foi adicionada por causa das transgressões, até que viesse o descendente a quem se fez a promessa, e foi promulgada por meio de anjos, pela mão de um mediador”. (Gl 3:14-16,19).
2) A Igreja pertence à Nova Aliança - inau­gurada e selada com a vinda de nosso Senhor Jesus Cristo: “Ora, o Deus da paz, que tornou a trazer dentre os mortos a Jesus nosso Senhor, o grande Pastor das ovelhas, pelo sangue da eterna aliança, vos aperfeiçoe em todo bem, para cumprirdes a sua vontade, operando em vós o que é agradável diante dele, por Jesus Cristo, a quem seja a glória para todo o sem­pre. Amém!” (Hb. 13:20-21).
3) Nunca haverá outra aliança igual ou supe­rior à Nova Aliança - “Ora, o Deus da paz, que tornou a trazer dentre os mortos a Jesus nosso Senhor, o grande Pastor das ovelhas, pelo san­gue da eterna aliança. . .” (Hb 13:20).

5. ENTRAMOS EM ALIANÇA COM DEUS
1) Identificando-nos com a cruz de Cristo - na circuncisão do coração ou na crucificação e sepultamento do “Velho homem”. O que acon­tece judicialmente precisa ser mantido pela fé experimentalmente. “Nele também vocês foram circuncidados, não com uma circuncisão feita por mãos humanas, mas com a circuncisão feita por Cristo, que é o despojar do corpo da carne. Isso aconteceu quando vocês foram sepultados com ele no batismo e com ele foram ressusci­tados mediante a fé no poder de Deus que o ressuscitou dentre os mortos.” (Cl 2.11,12; cf Rm 2.28,29).
2) Recebendo o perdão de Cristo (arrependi­mento) - “Mas, se andarmos na luz, como ele na luz está, temos comunhão uns com os ou­tros, e o sangue de Jesus seu Filho nos purifica de todo pecado”. (1Jo 1.7).
3) Recebendo as promessas da salvação (fé) - “Pois, tantas quantas forem as promessas de Deus, nele está o sim; portanto é por Ele o amém, para glória de Deus por nosso intermé­dio”. (2Co 1.20).
4) Recebendo os batismos na água e no Es­pírito - “E não entristeçais o Espírito Santo de Deus, no qual fostes selados para o dia da re­denção”. (Ef 4.30) “Enchei-vos do Espírito San­to” (Ef 5.18; cf At 1.5).
Cada aliança foi ratificada por sangue. Sobre cada aliança houve um selo. Jamais foi fei­ta uma aliança com os gentios, porém a Nova Aliança inclui os gentios. Nunca haverá um re­torno a sacrifícios de animais, por causa do sa­crifício completo do nosso Senhor Jesus Cristo.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

ANDE NO CAMINHO DO REINO

Ap. Jota Moura  “E este evangelho do reino será prega­do no mundo inteiro, em testemunho a todas as nações, e então virá o fim.”...